Procon notifica Facebook sobre política de privacidade do WhatsApp

O Procon de São Paulo apurou nesta sexta-feira (23) que notificará o Facebook para que a empresa esclareça mais pontos sobre a nova política de privacidade do WhatsApp, incluindo outros conteúdos que integram a versão Business do aplicativo com as redes sociais.

Segundo o órgão de defesa do consumidor, nem todas as mudanças que começarão no dia 15 de maio ficarão claras para os usuários.

Procon

O encontro entre o Procon e o gigante da tecnologia foi realizado na última quinta-feira (22). Aproveitando a oportunidade, o diretor do Procon, Fernando Capez, perguntou sobre temas como consentimento do usuário e se todos serão afetados pelas novas regras. 

Apesar das informações prestadas, a entidade continua acreditando que há dúvidas que precisam de esclarecimento.

A equipe do Procon perguntará, por exemplo, por que o Facebook não mantém as políticas que adota no Brasil, na União Europeia e no Reino Unido. Lá, o WhatsApp Business não compartilha informações com as redes sociais porque a versão comercial do Messenger está em uma plataforma separada.

Principais Questionamentos

Além disso, essas perguntas serão feitas a grandes empresas de tecnologia:

  • O Facebook deve fornecer informações sobre as mudanças na política de privacidade, incluindo os dois tipos de contas existentes (conversas apenas com titulares de contas do WhatsApp) e novos tipos de contas. 
  • Whatsapp Business por meio de um grupo de titulares Visite a conta empresarial para conduzir uma conversa.
  • Diga que tipo de notificações preventivas você planeja fornecer aos usuários de sua conta Whatsapp Business.
  • É possível compartilhar a conta Whatsapp Business com o Facebook como um provedor de serviços.
  • Em termos de compartilhamento de dados com o Facebook como provedor de serviços, sem o consentimento explícito do usuário, o acesso ao histórico de dados antes de 15 de maio será permitido.

O Facebook adquiriu o WhatsApp em 2014 e desde então se conectou às suas redes, incluindo o Instagram, que a empresa adquiriu em 2012. 

Embora muitas ferramentas já tenham funcionado juntas, as últimas mudanças na política de privacidade do WhatsApp têm chamado a atenção das autoridades.

Política de Privacidade

A empresa há 7 anos garantiu que a privacidade dos usuários do Messenger mais popular do mundo fosse protegida. Na verdade, a integração que o aplicativo já fez é expor os dados do usuário em outras plataformas.

Houve uma polêmica recente em janeiro deste ano: os usuários do WhatsApp serão forçados a aceitar a nova política de privacidade. O Facebook até anunciou que qualquer pessoa que se recusar a aceitar as regras será bloqueada.

Entre essas regras, está justamente a integração entre a versão empresarial do WhatsApp e o Facebook. A empresa promete que isso vai facilitar as coisas para a empresa, inclusive com contatos unificados.

No entanto, para o órgão de proteção ao consumidor, ainda não está claro como garantir a confidencialidade e privacidade dos usuários. Desta forma, precisamos aguardar para saber como será o desenrolar deste problema. 

Acompanhe nossas notícias diárias, fique por dentro de tudo que acontece no mundo tecnológico. Comente e compartilhe com os amigos.